Páginas

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Mata Roma é contemplada com um Centro de Educação Quilombola do Governo do Estado

Com o intuito de fortalecer e dar mais autonomia às escolas que ofertam a educação quilombola no estado, o Governo do Maranhão, por meio de decreto do governador Flávio Dino, transformou seis anexos escolares presentes em territórios quilombolas dos municípios de Mata Roma, Itapecuru, Vargem Grande, São Vicente de Ferrer e Vitória do Mearim, em Centros de Educação Quilombola.



A ação além de integrar o trabalho que a Secretaria de Estado da Educação vem desenvolvendo para reordenar a rede pública estadual, representa lutas históricas do povo quilombola, que por décadas lutam por autonomia e melhorias para essa modalidade de ensino.

A Educação Escolar Quilombola requer uma pedagogia própria em respeito à especificidade étnico-cultural de cada comunidade e formação específica de seu quadro docente, observando-se os princípios normativos que orientam a educação básica brasileira. A medida soma-se a outras ações que o Governo do Estado vem executando em reconhecimento e pela melhoria da educação quilombola, uma vez que o Maranhão, possui a segunda maior população negra, 79,7% entre os estados brasileiros.


Entre as ações destaca-se a realização da I Formação Continuada em Educação Escolar Quilombola para professores da rede, Elaboração dos Referenciais Curriculares Estaduais da Educação Escolar Quilombola, Oficinas sobre Educação para as Relações Étnico Raciais em municípios que registram comunidades quilombolas, assessoria sobre práticas pedagógicas e educação antirracista, orientações para construção de Projeto Político-Pedagógico, considerando o respeito pela diferença e pela diversidade que são dimensões fundamentais do processo educativo.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, explica que o trabalho permite organizar a rede estadual de ensino, que durante anos foi sendo expandida de forma desordenada com a criação de anexos e extensões. “Em muitos casos, a criação de anexos e extensões não eram somente para atender às necessidades das comunidades locais, mas, principalmente, interesses políticos. A rede estadual é dinâmica e seu ordenamento precisa ser realizado constantemente, para atender as necessidades de cada comunidade escolar”, destacou o secretário.

Parabéns a Mata Roma e aos outros municípios que a partir de então, terão uma atenção especial e dobrada à Educação Quilombola!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos, desrespeitosos e de baixo calão, serão deletados imediatamente, por isso nem tente!!